quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Tenho saudades.

"São memórias tão reais
Do que nunca aconteceu"

Ultimamente tenho sentido tanta saudades das minhas memórias, das que aconteceram, das que eu imaginei a continuação e das que eu imaginei por completo.
Tenho saudade de amar intensamente, amar só um pouco, de ter brilho nos olhos.
Tenho saudades dos filhos que nem sei se realmente quero os ter.
Tenho saudades do seu abraço.
Tenho saudades de me sentir que você é minha casa.
Tenho saudades da estante cheia de fotos que nunca tive.
Tenho saudades das cartas que nunca recebi.
Tenho saudades das fotos que nunca rasguei.
Tenho saudades de te mandar mensagens que você nunca irá ler.

Tenho saudades de esperar ver seu sorriso, nem que seja por fotos que não fui eu que tirei.
Tenho saudades do alguém que não é você, mas que é real.
Tenho saudades de te amar de verdade, tenho medo de nunca amar e ser amada, mas tenho mais medo de nunca me amar.
Tenho tido inveja dos casais apaixonados, dos amores que vieram da infância, da adolescência, do dia anterior e que deram certo.
Tenho tido inveja até mesmo da Viviane do mundo paralelo que tem memórias fracas de que realmente aconteceu.


Nenhum comentário:

Comentário